Jammil dá a volta por cima e concorre ao Grammy Latino 2012.

16:33



Muito se comentou quando em 2011 o tradicional grupo Jammil e Uma Noites pareceu se desmantelar por causa da turbulenta saída de Tuca Fernandes dos vocais. A relação do cantor com o baixista e cabeça do Jammil, Manno Góes, nunca foi das melhores. Mas chegou ao ponto de, junto com outros problemas, forçar a separação. Tuca foi para um lado com o bloco Balada e Manno pra outro lado com a marca Jammil. A sorte estava lançada para os dois. Tuca continuou com sua segmentação, apostando no público jovem das classes A e B. O Jammil, apesar de também ter uma parcela desse público, popularizou um pouco mais e caiu no gosto do povo, principalmente com músicas que emplacaram como Colorir Papel e Você é Tudo, além de O Povo Inteiro, em parceria com Ivete Sangalo.


Unindo o bom trabalho da produtora Carreira Solo, leia-se dos empresários Manoel Castro e Paulo Borges, com o álbum “Jammil Na Real”, que reúne uma série de 10 clipes no DVD e um CD com 13 canções, o Jammil subiu mais um dif'icil degrau na difícil escada do recomeço. A banda foi indicada ao Gammy Latino e concorre na categoria “Melhor Álbum de Músicas de Raízes Brasileiras” justamente com o trabalho "Jammil Na Real". O grupo liderado pelo vocalista Levi Lima e pelo baixista Manno Góes concorre dentro do gênero “Brasileira”, que compreende diversas categorias musicais. Não resta dúvida de que o Jammil é destaque internacional e motivo de orgulho para a Bahia junto com Ivete Sangalo, Caetano Veloso e Ivete Sangalo, os outros baianos que concorrem ao prêmio.

You Might Also Like

0 comentários